sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

"Retrospectiva 2012"


Olá amigos,

 

Retrospectiva 2012

 

O ano de 2012 foi cheio de coisas positivas, sempre estamos em evolução e aprendendo com nossos erros e acertos a cada dia que passa, consegui exercitar minha tolerância e assim pude adquirir um pouco mais de maturidade.

 

Já consigo relacionar a diferença entre amigos e colegas e o mais importante foi ter aprendido que assim como não sou perfeita as outras pessoas também não são. Então, como posso querer exigir a perfeição?

 

Criei o blog, ganhei uma boxer chamada Fiona, comecei a fazer a carteira de motorista, gabaritei a prova teórica; conheci novas pessoas, fiz novas amizades, fiquei enlouquecida com as provas e os trabalhos de aula que eram essenciais para a minha aprovação em todas as disciplinas.

 

Acredito que evolui também no trabalho, todo dia é uma nova experiência, fiz capacitação em atendimento em excelência e novamente aprendi mais um pouco.

 

Também tentei novos projetos, que não foram bem sucedidos, mas nem tudo são flores e eu não vou desistir.

 

Aguentei temperaturas negativas e calor escaldante, fiquei morena no inverno e loira no verão, passei pelo dia 21/12/2012 e ele não acabou ;)

 

2012 foi uma explosão de altos e baixos, alegrias e tristezas, emoções de todos os tipos, e é essa essência do cotidiano que deixa a vida bela!

Que venha 2013!
 

terça-feira, 25 de dezembro de 2012

" Feliz Natal "


Olá amigos,

Para falar do Natal, não existem segredos, basta olhar para dentro de nós mesmos. No Natal, estamos propícios a amar mais, ter mais carinhos, ser mais solidários. É o que nos envolve, este Espírito Natalino. Mas vejamos o mundo num foco mais nítido - isso ocorre somente nesta época do ano. O nascimento de Jesus Cristo tem o poder de causar essa transformação em nós. Época em que surgem milhares de voluntários, pessoas fazendo seus donativos, pessoas se abraçando, trocando calor humano com seus entes queridos. Eu vejo muita gente se engrandecer diante desse espírito, mas eu somente tenho a perguntar: - Por que?

Porque essas coisas só ocorrem no mês de Dezembro? Será um mês sagrado? Será que é tão difícil sermos assim o ano inteiro? Todos os dias de nossas vidas, nós devemos amar uns aos outros, respeitar uns aos outros, sermos solidários. O mundo não funciona somente no Natal, as crianças não necessitam de carinho, apenas no Natal, os necessitados, não passam fome, não sentem frio apenas no Natal. Eu quero olhar o Mundo e poder ver isso todos os dias.

Se Deus me concedesse um desejo, desejaria que nascesse um Jesus Cristo todos os dias.


 

Desejo a todos um ótimo Natal!

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

" Festa Final de ano Feevale 2012 "


Oi gente :D

Sábado foi a ‘festa da firma’, ohhh beleza...  esse ano a festa foi no OK Center e estava muito boa.

 
 
Na questão acessibilidade para mim estava tudo bom, não dava para entrar na entrada principal, porém, tinha uma entrada lateral super tranquila, as mesas eram adequadas e o buffet era da altura que eu consegui me servir sozinha.

 
 
Resumindo, foi uma noite agradável com boa comida, bebida, música e na companhia de pessoas muito especiais!




Boa semana,
Beijos

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

" Férias + Cinema "


Olá amigos,

 

Estou de férias das minhas aulas, que beleza... para comemorar fui no Bourbon Shopping de N. Hamb. com minha amiga Kássia e assistimos o filme ‘Amanhecer’, parte II.


 

Gostei do filme, porém, confesso que me decepcionei em uma parte. Mais sobre o filme aqui no blog da Nicole.

 

Agora, sobre a acessibilidade do cinema ficou um pouco a desejar, é claro, o cinema de N. Hamb. para mim é muito melhor que o de São Leopoldo pelo fato de as vagas de cadeirantes serem na 3ª. fileira que facilita muito, pois como as cadeiras de rodas não têm a inclinação das poltronas, fica muito difícil assistir se estamos muito na frente.

 

Para mim era perfeito, mas ontem quando estava já posicionada em uma das vagas, chegou outra cadeirante para assistir o filme e quando ela foi passar na minha frente para ocupar a outra vaga, a cadeira dela trancou no meu pé, eu não tinha me dado conta que o espaço era pequeno e que impossibilitava a passagem de outro cadeirante.

 

Por fim, puxei minha perna para trás e conseguimos nos ajeitar. Há coisas que só nos damos conta quando passamos por certas situações,  e assim vamos aprendendo!

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

" Histórias Reais "


Oi gente,

 

Hoje li uma reportagem que me chamou a atenção e resolvi compartilhar essa história com vocês.

 

Trata-se de uma família de Novo Hamburgo que tem um filho com paralisia cerebral e está pedindo ajuda para custear a cirurgia do menino, pois já venderam a casa, o carro, além de terem feito ações beneficentes, porém, ainda falta dinheiro para poder realizar esse processo cirúrgico. A realização dessa cirurgia garante que ele possa se sustentar em pé, pois devido ao problema neurológico ouve uma rigidez na musculatura, o que afetou as articulações.
 

Segundo o jornal, o menino Anderson Camargo Nunes, 4 anos, tem paralisia cerebral e epilepsia.

 

“Vimos que ele não firmava o pescoço e começamos uma maratona de exames até entendermos o que ele tinha”, conta Salete. Com o tempo, o menino dependente da mãe para todas as tarefas, piorou para um severo desgaste no quadril, o que impossibilitou que caminhasse. A família tentou encaminhar o procedimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS), mas nunca obteve respostas. “Mas temos despesas mensais entre fisioterapia, remédios e fraldas de cerca de 600 reais”, relata.

SUS

A Secretaria de Saúde divulgou nota, afirmando que o paciente tem vários encaminhamentos feitos pela Prefeitura. O mais recente resultou em uma consulta realizada no dia 21 de novembro, no Hospital Santo Antônio, no Complexo da Santa Casa, em Porto Alegre. Essa consulta encaminhou o exame pré-operatório. Agora, os encaminhamentos todos são de competência do Santo Antônio para que o paciente possa fazer a cirurgia pelo SUS.

Como ajudar

Devido à falta de condições financeiras, a família do menino Anderson pede doações de fraldas tamanho G, leite de qualquer tipo e até auxílio financeiro para custear as sessões de fisioterapia. O contato é direto com Salete pelo telefone (51) 9888-7524.

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

"IV Copa Leme de Basquete sobre Rodas"


Oi pessoal,

 

Estou super atrasada com meus posts, mas fazer o quê, final de semestre é sempre essa correria de provas, trabalhos e apresentações.

Sábado passado, dia 26/11, ocorreu na Sociedade Ginástica de Novo Hamburgo, a IV Copa Leme de Basquete sobre Rodas.

Segundo o site do Jornal Diário de Canoas mais de 120 cadeirantes disputaram a IV Copa Leme de Basquete sobre Rodas, sagrando-se como grande campeã, a equipe de Porto Alegre, venceu outros sete times de Novo Hamburgo, Canoas, Lajeado, São Leopoldo, Panambi, Erechim e Pelotas, na disputa das duas chaves, A e B. “Este pode ser considerado o maior campeonato do Estado, já que oito das dez equipes gaúchas estão na disputa”, destaca o secretário da Associação dos Lesados Medulares do RS (Leme), Maurício Fleck. Na ocasião, vinte partidas simultâneas definiram os primeiros colocados da série Ouro e Prata.

De acordo com Fleck, o evento vem crescendo a cada ano, já que no seu início, em 2009, reuniu apenas três equipes. O que, segundo Fleck, reflete o sucesso da intenção maior da promoção
da copa, que é integrar e popularizar a modalidade. “Queremos trazer este momento de superação
para a visão da sociedade, para que as pessoas se acostumem com a presença e ações do portadores de deficiência, para que reflitam sobre questões importantes como acessibilidade e inclusão”, explica.

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Keep walking / Continue Caminhando

Apesar das adversidades continue andando! ;)
 
Achei muito legal essa montagem feita com o logotipo da marca de whisky Johnnie Walker, keep walking que significa 'continue caminhando', é realmente o lema da marca.
Beijos

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

"10 mil visualizações"


Oii gente,

 

Queria já ter postado para agradecer a todos que acompanham meu blog que essa semana chegou a 10 mil visualizações. Muito obrigada.

 

Estou um pouco alienada em meus pensamentos, semana nostálgica... Sentimentos estranhos e difíceis de lidar, pois não estou com saudade do que vivi e sim do que gostaria de ter vivido, porém hoje lendo algumas coisas na internet me deparei com a frase abaixo e meu deu um pouco de ânimo, um “sacolejo”  como dizem... hehehe
 
 

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

" Falso deficiente físico foi flagrado pedindo esmolas nas ruas de Brasília"


 Olá amigos

 

Então essa semana muitos de vocês devem ter visto nos jornais a manchete: “Falso deficiente físico foi flagrado pedindo esmolas nas ruas de Brasília. Ele contou o dinheiro recebido, duas horas mais tarde foi embora caminhando normalmente”.
 

 

Fico revoltada quando vejo essas coisas, porque em minha opinião já acho um absurdo alguém que tem a deficiência usar disso para comover as pessoas e tirar vantagens, mas esse pra piorar ainda fingia não poder andar. E tem muitos casos semelhantes a esse... É muita cara de pau.

 

Apesar de que o caso do meu post anterior não é muito diferente, porque nos dois casos eles fingem ter uma deficiência, mas as pessoas não veem com esses olhos e normalmente “é passado à mão na cabeça” do primeiro caso.

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

" Ferrari em vaga para deficientes "


Olhem que absurdo, do que adianta ter uma FERRARI se não se tem um pingo de educação?
 

Segundo a reportagem de hoje no site da globo o internauta Kléber Cabral, morador da Asa Sul no DF, flagrou uma Ferrari estacionada em local proibido, na última sexta-feira (2), por volta das 15h. O veículo estava parado numa das vagas para deficientes físicos, dentro do shopping Pier 21, em Brasília.

"Eu estava indo ao cinema e vi a Ferrari parada na vaga de deficiente. Procurei o adesivo [que identifica que o condutor do veículo tem permissão para estacionar nesses locais] e não tinha nada. O carro permaneceu lá entre 15h e 16h, no feriado de Finados", disse Cabral.

Nota da Redação: De acordo com a administração do Shopping Pier 21, os seguranças são orientados a procurar o dono do veículo, em caso de alguém estacionar o carro em áreas reservadas sem a devida identificação, caso alguém estacione em áreas reservadas sem a devida identificação. De acordo com o Detran, estacionar em vaga exclusiva para idosos ou deficientes sem portar o cartão que autoriza a prática é infração leve, que leva à perda de três pontos na carteira de habilitação e multa de R$ 53,20.

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

"Quem disse que cadeirante não pratica esporte radical?"


Olá amigos,

 

Alguém já ouviu falar em “Hardcore sitting”? É um esporte que está virando febre entre cadeirantes do mundo inteiro, é uma mistura de "skate" com "parkour", são manobras muito loucas feitas na cadeira de rodas... Veja o vídeo:
 
 

Alguém se arrisca? Eu não... hehehe não sou nada radical.

Beijos

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

"Valorize as diferenças"


Oi amigos,

 

No último post eu falei que tinha alguns lugares novos para ir e iria contar como foi, mas acabei não indo. Hehehe

 

Esta semana está bastante corrida e estou mega atrasada com os posts, mas ainda é quinta-feira, vamos lá...

 

Ontem eu fui no SMT (Segurança e Medicina do Trabalho) para uma consulta com a médica, muito querida por sinal. Enquanto eu aguardava, li um cartaz que havia lá que dizia o seguinte:

 

Sou surdo e Pós-graduado em Marketing.
 
E na sua empresa, tem espaço para mim?
 
Trabalho não tolera preconceito! Valorize as Diferenças!

 

Beijos

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

" O Fantasma do Caminho "


Olá amigos,

 

Sexta-feira, coisa bem boa! Estou ansiosa para o final de semana, com alguns lugares novos em vista para ir. Se tudo der certo conto para vocês no próximo post.

 

Hoje resolvi falar sobre uma coisa que aconteceu ontem, que não é nada d+, mas que me deixou por um tempo pensativa.

 

Eu estava conversando e falando um monte de bobagens com uma amiga no final da aula aguardando para ir para casa, quando ela me disse: “Ai... estou tão cansada com uma dor nas pernas, sabe aquela dor de quando a gente caminha muito ou corre?”, e eu respondi: “Sei...”, e a conversa continuou. Só que nesse meio tempo eu fiquei pensando, será que sei ainda? E fiquei tentando lembrar de como era, me deu um aperto no peito, uma saudade daquela dor que eu já nem sei ao certo que dor é. Achei aquilo muito estranho e por um segundo me deixou realmente apavorada.  Mas passou...
 

 

E para finalizar quero compartilha com vocês um trechinho de um texto O Fantasma do Caminho do livro ‘Passando Valores para formar Vencedores’ de Geremias Möller.

 

“ Muitas pessoas criam fantasmas, às vezes por falta de experiências, outras vezes por falta de informações. Há um ditado que diz: “Quem canta seus males espanta; quem conversa seus males dispersa”. Muitas vezes, conversando, descobrimos saídas para aquilo que nos aflige. Conversando se fazem amigos. ’’

 

Beijos e um ótimo final de semana a todos.

terça-feira, 16 de outubro de 2012

"Feriado tudo de bom"


Olá amigos,

 

Feriadão com quatro dias de folga! Consegui descansar e ao mesmo tempo fazer muitas coisas. Com isso posso dizer que estou renovada e cheia de ânimo para começar bem a semana.

 

Também não poderia deixar de falar sobre três datas muito importantes.

 

Dia 12 de Outubro, ‘Dia da Criança’ e de ‘Nossa Senhora Aparecida’ que sou devota. Lembro que em 2005 fui para Aparecida do Norte visitar a Basílica, é uma sensação muito especial e única, uma experiência inesquecível.

 

Dia 13 de Outubro é o ‘Dia do Fisioterapeuta’, profissão que tenho uma admiração enorme a esses profissionais que vêm me acompanhando há 6 anos. Minha homenagem em especial aos fisioterapeutas: Angela Marmitt, Beate Dietrich, minha gêmea Kassia, e todos os fisioterapeutas que me atenderam e me atendem na Feevale.

 

Dia 15 de Outubro é o ‘Dia do Professor’, aqui faltaria espaço para citar os nomes de todos que passaram pela minha vida e são tão importantes, assim como as colegas de magistério que hoje são excelentes profissionais, êhhh saudade que bate no meu coração

terça-feira, 9 de outubro de 2012

"Mais uma etapa concluída"


Olá amigos,

 

Mais uma etapa concluída \o/:  terminei as aulas teóricas no CFC, fiz a prova e fiquei muito feliz em saber que acertei as 30 questões, gabaritei a prova \o/. Isso quer dizer que teoricamente eu sei alguma coisa, hehehe agora na prática... xiii essa eu quero ver.

 

Estou muito ansiosa para começar as aulas práticas, porém, como todos devem saber, aqui não tem nenhum CFC com carro adaptado, então marquei as aulas em POA para janeiro de 2013, nas minhas férias, ohhh beleza...

 

Estou muito feliz!

 

Enquanto não chega janeiro... tenho que correr atrás das matérias que perdi enquanto estava fazendo as aulas teóricas, mas vamos lá, aos poucos eu me organizo. Hehehe

 

Beijos

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

"Ser cadeirante - Leticia Oliveira"


Olá amigos,

 

O texto abaixo foi escrito por Leticia Oliveira eu o li e achei muito interessante, me vi em várias situações que nele é relatado. Acho que vocês vão gostar.

SER CADEIRANTE…

Ser cadeirante é ter o poder de emudecer as pessoas quando você passa…

Ser cadeirante é não conseguir passar despercebido, mesmo quando você quer sumir! E ser completamente ignorado quando existe um andante ao seu lado. E isso não faz sentido, as pernas e os braços podem não estar funcionando bem, mas o resto está!
 

Ser cadeirante é amar elevadores e rampas e detestar escadas… Tapetes? Só se forem voadores, por favor! Ser cadeirante é andar de ônibus e se sentir como um “Power Ranger” a diferença é que você chega ao ponto e diz: “é hora de MOFAR”.

Ser cadeirante é ter alguém falando com você como se você fosse criança, mesmo que você já tenha mais de duas décadas.

Ser cadeirante é despertar uma cordialidade súbita e estabanada em algumas pessoas. É engraçado, mas a gente não ri, porque é bom saber que ao menos existem pessoas tentando nos tratar como iguais e uma hora eles aprendem!

Ser cadeirante é conquistar o grande amor da sua vida e deixar as pessoas impressionadas… E depois ficar impressionado por não entender o porquê do espanto.

Ser cadeirante é ter uma veia cômica exacerbada. É fato, só com muito bom humor pra tocar a vida, as rodas e o povo sem noção que aparece no caminho.

Ser cadeirante e ficar grávida é ter a certeza de ouvir: “Como isso aconteceu?” Foi a cegonha, eu não tenho dúvidas! Os pés de repolho não são acessíveis! Ser cadeirante é ter repelente a falsidade. Amigos falsos e cadeiras são como objetos de mesma polaridade se repelem automaticamente.

Ser cadeirante é ser empurrado por ai mesmo quando você queria ficar parado. É saber como se sentem os carrinhos de supermercado! Ser cadeirante é encarar o absurdo de gente sem noção que acha que porque já estamos sentados podemos esperar, mesmo!

Ser cadeirante é uma vez na vida desejar furar os quatro pneus e o step de quem desrespeita as vagas preferenciais.

Ser cadeirante é se sentir uma ilha na sessão de cinema… Porque os espaços reservados geralmente são um tablado ou na turma do gargarejo e com uma distancia mais que segura pra que você não entre em contato com os outros andantes, mesmo que um deles seja seu cônjuge!

Ser cadeirante é a certeza de conhecer todos os cantinhos. Porque Deus do céu, todo mundo quer arrumar um cantinho para nós?

Ser cadeirante é ter que comprar roupas no “olhômetro” porque na maioria das lojas as cadeiras não entram nos provadores Ser cadeirante é viver e conviver com o fantasma das infecções urinárias. E desconfio seriamente que a falta de banheiros adaptados contribua para isso.

Ser cadeirante é se sentir o próprio guarda volumes ambulante em passeios pelo shopping Ser cadeirante é curtir handbike, surf, basquete e outras coisas que deixam os andantes sedentários morrendo de inveja. Ser cadeirante é dançar maravilhosamente, com entusiasmo e colocar alguns “pés-de- valsa” no bolso…

Ser cadeirante é ter um colinho sempre a postos para a pessoa amada… E isso é uma grannndeeee vantagem! Ser cadeirante (e mulher) é encarar o desafio de adaptar a moda pra conseguir ficar confortável além de mais bonita.

Ser cadeirante é se virar nos trinta pra não sobrar mês no fim do dinheiro, porque a conta básica de tudo que um cadeirante precisa… Ai… Ai… Ai… Essa merece ser chamada de Dolorosa.

Ser cadeirante é deixar um montão de médicos com cara de: “e agora o que eu faço” quando você entra pela porta do consultório… Algumas vezes é impossível entrar, a cadeira trava na porta…

Ser cadeirante é olhar um corrimão ou um canteiro no meio de uma rampa, ou se deparar com rampas que acabam em um degrau de escada e se perguntar: Onde estudou a criatura que projetou isso? Será mesmo que estudou?

Ser cadeirante é ter vontade de grudar alguns políticos em uma cadeira por um dia e fazer com que eles possam testar os lugares que enchem a boca pra chamar de acessíveis…

Ser cadeirante é ir à praia mesmo sabendo que cadeiras + areia + maresia não são uma boa combinação! Ser cadeirante é sentir ao menos uma vez na vida vontade de sentar no chão e jogar a cadeira na cabeça de outro ser humano.

Leticia Oliveira

 

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

"Ida ao Pasteleiro"


Olá amigos,

 

Sexta-feira passada, dia 28/09, fiz duas coisas diferentes... Primeiro participei de uma entrevista feita por estudantes de jornalismo no intervalo das aulas à noite, onde falei brevemente sobre o blog, semana do direito da pessoa com deficiência, e do meu acidente. Logo após, fui com minha gêmea má (Kassia) no Pasteleiro em Novo Hamburgo.

 

Gostei de lá, quando chegamos tinha uma vaga livre bem na entrada; o menino que cuida do estacionamento foi bem atencioso e nos ajudou com a cadeira; na entrada havia um pequeno degrau, porém a mesa em que nos acomodamos era perfeita para mim. Mas o que mais me chamou a atenção foi a preocupação deles em querer melhorar, achei superbacana... Vieram até minha mesa e me pediram se eu não me importasse em colocar minha opinião no que eles poderiam fazer para melhorar a acessibilidade, além de por rampas que era meio óbvio que estava faltando... hehehe

 

O que sugeri foi:

 

* Rampa na entrada e ao acesso a outro ambiente que eles têm que também há um degrau;

* Uma vaga reservada para deficientes físicos;

* Banheiro adaptado com barras e que a porta abra para fora;

* Cardápios em braile.

 

Beijos e boa semana a todos!

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

''Lei obriga instalação de provadores de roupas adaptados em Cuiabá.''


Olá amigos,

 

Li uma reportagem sobre uma lei que obriga instalação de provadores de roupas adaptados, ela foi criada por um vereador em Cuiabá. Achei muito interessante, e na minha opinião deveria ser uma lei nacional, pois também somos clientes e consumidores e representamos 23% da população brasileira e merecemos esse direito de poder provar o que queremos comprar.

 Segundo a reportagem essa lei beneficia pessoas com deficiência física elas terão provadores de roupas adaptados nas lojas de Cuiabá. O projeto de Lei de autoria do vereador Washington Barbosa (PRB), foi aprovado na última quinta-feira (20), na Câmara de Cuiabá, e encaminhado para sanção do Executivo.

 

De acordo com o vereador, o objetivo da proposta é facilitar o acesso às lojas e melhorar a situação de cadeirantes que muitas vezes não consegue entrar em um provador comum.

 

“A Lei vai atender, primeiramente, a política de inclusão social da pessoa com deficiência e permitir que cadeirantes não passem constrangimentos no momento da compra”, explica o parlamentar.

Segundo ele, a medida responde ao artigo 9 da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, da ONU, da qual o Brasil é signatário, que cita a acessibilidade como direito de as pessoas viverem de forma independente, participando de todos os aspectos da vida’.

No projeto são considerados todos os estabelecimentos que comercializam roupas, vestuários, indumentárias ou similares, os hipermercados, supermercados, atacadistas shopping centers, centros comerciais e lojas regularmente estabelecidas que tenham o comércio de roupas como sua atividade principal.

 

Fiscalização

A fiscalização caberá à Prefeitura de Cuiabá, sendo que o descumprimento será penalizado com notificação. Caso não seja cumprido o exigido, o estabelecimento será advertido e, se houver desobediência à medida, o proprietário poderá receber multa de R$ 2 mil. Já a reincidência pode levar à cassação do alvará de funcionamento.